Economia

Merkel e Macron chegam a acordo para fundo de recuperação de 500 mil milhões para a UE

Paris e Berlim chegaram a acordo quanto ao valor do fundo de recuperação a fundo perdido dirigido às economias europeias afetadas pela pandemia de covid-19. O objetivo é relançar a economia na UE e combater uma recessão de amplitude histórica.

A Alemanha e a França propuseram esta segunda-feira o valor de 500 mil milhões de euros para a criação de um fundo de recuperação europeu para as economias afetadas pela pandemia de covid-19.

Numa declaração conjunta, a chanceler alemã, Angela Merkel, e o Presidente francês, Emannuel Macron, indicaram que apoio a fundo perdido dirigido às economias mais afedo proposto será entregue a fundo perdido às economias mais afetadas e será executado no âmbito do próximo quadro financeiro plurianual (2021-27).

“Criar uma Europa da saúde deve ser a nossa prioridade”, afirmou Macron, realçando que o plano de relançamento económico para a Europa destina-se a combater uma recessão de amplitude histórica no continente.

A estratégia – que servirá de base à recuperação da União Europeia (UE) no período de retoma – está assente em quatro pilares: criar uma estratégia para o setor da saúde à escala comunitária, criar um fundo de recuperação que promove o crescimento e a solidariedade, acelerar os processos de transição ambiental e digital e reforçar e impulsionar o mercado único europeu, através dos setores económico e industrial.