Internacional

Cidade brasileira implementa período de 21 dias de jejum e oração para combater novo coronavírus

Na cidade de Ladário, existem cinco pessoas infetadas com o novo coronavírus e não houve ainda registo de nenhuma vítima mortal.

AFP

A cidade brasileira de Ladário, no estado de Mato Grosso do Sul, iniciou esta segunda-feira um período de 21 dias de jejum e oração,  entre o dia 18 de maio e o dia 7 de junho, decretado pelo presidente da câmara da cidade, com o intuito de pedir a intervenção divina no combate à covid-19.

O decreto foi emitido na sexta-feira e promulgado sob o argumento de a cidade ser maioritariamente "cristã" e que "Deus ouve a oração de um povo quebrantado", no entanto, esta não será uma prática obrigatória mas sim opcional.  No dia 7 de junho, quando termina o período estipulado pelo autarca, Iranil Soares, deve ser feito "um círculo espiritual pela cidade", entre as 05h00 e as 06h00, indica ainda o documento. 

Tanto as orações como o jejum devem ser realizado "em casa" e em "locais de adoração" e devem ser evitadas aglomerações. "Decidimos estimular a fé das pessoas, para que elas possam ter esperança, para que o momento de pânico não invada as suas mentes e corações", disse Iranil Soares à imprensa internacional. 

Na cidade de Ladário, existem cinco pessoas infetadas com o novo coronavírus e não houve ainda registo de nenhuma vítima mortal. No Brasil já morreram 16.792 pessoas infetadas com covid-19 e existem 252.220 infetados pelo novo coronavírus. Recorde-se que o Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, se tem manifestado contra "o exagero", como este apelida, nas medidas de combate aplicadas para evitar a propagação da doença, e chamou ao novo coronavírus uma "gripezinha".

Veja o documento assinado por Iranil Soares na galeria.