Sociedade

Misericórdia de Évora volta a suspender visitas de familiares nos lares

Os responsáveis pela instituição decidiram suspender por precaução as visitas de familiares, de forma a "aumentar o distanciamento entre os utentes e outras pessoas".

A Misericórdia de Évora voltou a suspender, esta quinta-feira, as visitas aos utentes dos dois lares que possui na cidade, devido aos casos positivos de covid-19 na cidade de Reguengos de Monsaraz.

"Há uns quantos casos de pessoas contagiadas na zona de Évora, especialmente provocados pelo surto de alguma dimensão existente em Reguengos de Monsaraz", disse o provedor da Santa Casa da Misericórdia de Évora (SCME), Francisco Lopes Figueira, à agência Lusa.

Devido a esse motivo, os responsáveis pela instituição decidiram suspender por precaução as visitas de familiares, de forma a "aumentar o distanciamento entre os utentes e outras pessoas".

A medida entrou a vigor a partir desta quarta-feira e vigorará por um período de 15 dias, abrangendo o Recolhimento Ramalho Barahona e o Lar de Nossa Senhora da Visitação.

O surto em Reguengos de Monsaraz regista o maior surto de covid-19 no Alentejo, existindo 131 casos ativos. No total, já morreram 16 pessoas.