Sociedade

Preventiva para homem de 82 anos que matou mulher à facada. Vítima já tinha apresentado várias queixas à PSP

O irmão da vítima terá dito que "o Ministério Público tinah conhecimento das queixas e nada fez". 

O Tribunal de Faro aplicou a medida de coação de prisão preventiva ao homem de 82 anos que é suspeito de ter matado a mulher à facada esta quarta-feira.

O homem terá atingido a mulher de 53 anos várias vezes, sobretudo na zona do tórax. A mulher foi encontrada pelo filho mais velho ao final da tarde, em casa. 

A mulher já tinha apresentado várias queixas à PSP por violência doméstica e terá dito a familiares e amigos que, há cerca de um ano, o marido a ameaçava e agredia por ter ciúmes. A mulher terá sido levada, há alguns meses, para um local onde foi ameaçada de morte.

O irmão da vítima diz que "o Ministério Público tinha conhecimento das queixas e nada fez". Para além do jovem de 15 anos, o casal tinha uma filha de cinco. Os dois filhos estavam sinalizados pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens. Estão agora à guarda de familiares.