Internacional

Da Escócia à Grécia: jovem de 20 anos aventura-se em viagem de bicicleta para se juntar à família

No meio de uma pandemia mundial, Kleon viveu a maior aventura da sua vida ao decidir fazer uma viagem de 4.100 quilómetros até sua casa, em Atenas, de bicicleta. 

A pandemia e o cumprimento do isolamento para conter a propagação da covid-19, criou bastantes desafios. Kleon Papadimitriou, um estudante grego, de 20 anos, que estuda na cidade escocesa de Aberdeen, viu-se impedido de passar a quarentena com os seus familiares devido ao cancelamento dos voos e ao encerramento de fronteiras. No entanto, tal não o fez deixar de lutar para se juntar aos seus. E no meio de uma pandemia mundial, Kleon viveu a maior aventura da sua vida ao decidir fazer uma viagem de 4.100 quilómetros até sua casa, em Atenas, de bicicleta. 

"O confinamento faz-te pensar fora da caixa e eu acabei de ter a ideia mais maluca! O que estás a fazer no confinamento?", escreveu o jovem nas redes sociais, onde anunciou o desafio que propôs a si próprio. 

Apesar da pouca experiência que tinha em bicicleta - Kleon tinha participado numa prova no ano de 2019 e teve algumas semanas de treino intensivo - e da falta de confiança dos seus amigos e familiares, que julgavam que esta era apenas uma ideia passageira, o jovem conseguiu chegar à capital grega em 48 dias de viagem, que terminou com uma travessia do Mar Adriático e mais uma ultima pedalada, de 200 quilómetros, desde o Porto de Patras até à sua casa, no dia 27 de junho.

No dia 10 de maio, Kleon Papadimitriou, iniciou a viagem de duas rodas, acompanhado apenas pela sua mochila com sardinhas em lata, manteiga de amendoim, um saco-cama, uma tenda e equipamento para a manutenção do veículo. Segundo declarações à CNN, o jovem pedalou entre 56 a 120 quilómetros por dia. Atravessou o Reino Unido, passou pela Holanda, Alemanha e Austria, e percorreu a costa leste italiana.

Várias pessoas foram mostrando-se solidárias com Kleon, visto este partilhar com os seus seguidores o seu percurso diário. Apesar de ter acampado sozinho na maior parte das vezes, vários desconhecidos ofereceram-se para lhe dar casa ou oferecer uma refeição. 

Kleon apelida a aventura de muito emocionante. "Aprendi muitas coisas sobre mim, sobre os meus limites, sobre os meus pontos fortes e fracos. E eu diria que realmente espero que esta viagem tenha inspirado pelo menos mais uma pessoa a sair de sua zona de conforto e tentar algo novo, grande", disse. 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Views, Flats, Naps, and Kms. Looking forward to getting home soon! 🇬🇷🚴‍♂️...

A post shared by Kleon (@kleon.vs.lockdown) on