Vida

Jim Carrey pensou que ia morrer e confessa o que fez com os seus "últimos 10 minutos de vida"

No dia 13 de janeiro de 2018, várias pessoas, incluíndo Jim Carrey, receberam uma mensagem nos seus telemóveis, que alertava para a aproximação de misséis da ilha do Havai. Apesar de ter sido um falso alarme, o ator pensou mesmo que a sua vida iria terminar ali. 

Jim Carrey lançou um livro de memórias intitulado Memoirs and Misinformation. E durante uma entrevista no programa The Tonight Show Starring Jimmy Fallon, o ator falou da expressão com que aparece na capa e explicou o porque desta ter sido a fotografia escolhida para ilustrar a sua biografia.

“Aquela capa é, na verdade, a minha cara após me dizerem que tinha 10 minutos de vida. E isto é verdade. Houve um alerta de míssil falso no Havai. Eu estava lá. Estava a escrever. A minha assistente Linda ligou-me, ela estava a chorar, e disse: ‘só nos restam 10 minutos’. E eu: ‘o que queres dizer com isso?’. Ela respondeu: ‘os mísseis estão a chegar’“, contou.

No dia 13 de janeiro de 2018, várias pessoas, incluíndo Jim Carrey, receberam uma mensagem nos seus telemóveis, que alertava para a aproximação de misséis da ilha do Havai. Apesar de ter sido um falso alarme, o ator pensou mesmo que a sua vida iria terminar ali. E o que fez  nos supostos últimos 10 minutos de vida? “Decidi fazer uma lista de coisas pelas quais estava grato. Juro por Deus que não conseguia parar de pensar nas coisas maravilhosas que me tinham acontecido e em todas as minhas bênçãos. Foi lindo. E cheguei a um estado de gratidão com apenas dois minutos de sobra, quando descobri que não ia acontecer nada. Estava pronto para fechar os olhos e agradecer porque tem sido uma ótima viagem“, disse.