Sociedade

Feto de oito meses morre infetado com covid-19 no Hospital Amadora-Sintra

A mãe estava infetada com covid-19 mas só soube que tinha contraído o vírus mais tarde, quando realizou o teste no hospital, visto estar assintomática. 

Um feto de oito meses morreu infetado com o novo coronavírus, no Hospital Amadora-Sintra, em junho, avançou o jornal Expresso. De acordo com a publicação, a mãe estava infetada com covid-19 mas só soube que tinha contraído o vírus mais tarde, quando realizou o teste no hospital, visto estar assintomática. 

Primeiramente a colheita ao sangue do feto deu negativa, no entanto, uma biópsia pulmonar revelou que o feto estava infetado com o novo coronavírus. "Sendo o feto positivo para SARS-CoV-2 e tendo sido uma gravidez vigiada, pode presumir-se que a infeção esteve na origem da morte”, disse ao jornal Antónia Nazaré, diretora do Departamento da Mulher do Amadora-Sintra. 

Apesar de a gravidez não ter apresentado complicações, a ecografia externa com que a mulher chegou ao hospital mostrava "problemas resultantes de uma infeção viral". Durante a realização da segunda ecografia, o feto não resistiu. "O feto estava em agonia e morreu durante a realização de uma segunda ecografia", acrescenta ainda a profissional de saúde. 

O facto deste tipo de caso ser bastante raro tornou-o alvo de investigação pela comunidade internacional, que espera alcançar mais conclusões sobre o que sucedeu.