Sociedade

Fogo de Oleiros tem três frentes ativas e continua a lavrar de forma descontrolada

Mais de 600 operacionais combatem, este domingo de manhã, o incêndio que começou ontem em Oleiros, no distrito de Castelo Branco, chamas já alastraram a Proença-a-Nova e Sertã.

O incêndio que deflagrou este sábado à tarde continua longe de estar dominado, com três frentes ativas as chamas continuam a lavrar de forma descontrolada e o fumo dificulta o trabalho dos meios aéreos.

"Neste momento [7h45 horas] temos 207 veículos com 644 operacionais. Houve um reforço significativo durante a noite com 11 grupos terrestres para reorganizar o teatro de operações, visto que o perímetro já é demasiado extenso", disse o comandante Carlos Pereira, oficial de operações do Comando Nacional de Emergência e Proteção Civil, à agência Lusa.

Segundo a informação atualizada no site da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, o combate às chamas conta com 662 operacionais, auxiliados por 207 veículos e 11 meios aéreos.

Carlos Pereira afirmou ainda que o incêndio "continua a evoluir com alguma intensidade", tem três frentes ativas e já chegou aos concelhos de Proença-a-Nova e Sertã, também no distrito de Castelo Branco.

Recorde-se que um veículo de bombeiros sofreu um despiste a caminho do incêndio, um acidente que fez uma vítima mortal e um ferido grave.