Economia

Prazo para pedir acesso a moratórias foi alargado até 30 de setembro.

Também as condições de acesso à moratória pública foram alteradas.

O Banco de Portugal (BdP) anunciou, esta segunda-feira, que os clientes que queiram aderir à moratória pública têm agora até ao final do mês de setembro para o fazerem.

"A data-limite para adesão à moratória foi prorrogada. Assim, os clientes bancários que não tenham aderido à moratória pública, mas que ainda pretendam beneficiar destas medidas de apoio, devem comunicar essa intenção às instituições mutuantes até ao dia 30 de setembro de 2020", pode ler-se no comunicado do BdP.

A medida, tomada no âmbito da pandemia, foi alargada também a cidadãos que não tenham residência em Portugal. Além disso, também "foram também introduzidas alterações às condições de acesso à moratória pública, tendo sido flexibilizada a condição relativa à situação contributiva e tributária dos clientes bancários (consumidores, empresas, empresários em nome individual e outras entidades beneficiárias)". 

Já o prazo para as moratórias bancárias, que suspendem o pagamento de prestações de empréstimos, foi alargado até 31 de março do próximo ano.