Sociedade

Infarmed concluiu estudos referentes a 49 novos medicamentos

A Oncologia e a Neurologia foram as áreas nas quais houve um maior número de medicamentos aprovados.

A Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos em Saúde (Infarmed) terminou, em julho, processos relativos a novas substâncias ou novas indicações terapêuticas que dizem respeito a 49 medicamentos inovadores.

Segundo os dados oficiais, 36 desses 49 medicamentos foram aprovados para utilização e financiamento pelo Serviço Nacional de Saúde. A Oncologia e a Neurologia foram as áreas nas quais houve um maior número de medicamentos aprovados.

Já no que diz respeito ao financiamento da inovação, foram aprovados mais 70 medicamentos genéricos e biossimilares.

O o acesso a estas terapêuticas inovadoras durante o período de avaliação é possível, nos casos legalmente previstos, e, segundo o Infarmed, foram concedidas, no primeiro trimestre de 2020, 420 autorizações para utilização excecional.

O ano foi passado foi um dos anos em que se registaram mais aprovações em inovação terapêutica, tendo sido aprovados pelo Infarmed 74 medicamentos inovadores, o que se refletiu numa redução de mais de 200 milhões  nas condições propostas pelas farmacêuticas