Sociedade

Inteligência artificial. Novo projeto para detetar cancro

O investigador do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC), da Universidade do Porto, Jaime Cardoso, considera este projeto  uma “solução inovadora”

Inteligência artificial. Novo projeto para detetar cancro

Inteligência artificial  
Vários investigadores da Universidade do Porto uniram-se num projeto com o objetivo de desenvolver uma ferramenta baseada em inteligência artificial para diagnosticar automaticamente doenças como o cancro. “Tarefas como, por exemplo, a identificação das células tumorais, a contagem de células mitóticas, ou a identificação de crescimento invasivo, assim como a sua medição, podem agora ser realizadas através da utilização da inteligência artificial”, pode ler-se em comunicado.

Outras funcionalidades
De acordo com a nota divulgada, esta ferramenta, que está a ser desenvolvida, vai também permitir diminuir o tempo que o patologista despende na observação microscópica, ajudando no trabalho efetuado pelo médico.

Solução inovadora
O investigador do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC), da Universidade do Porto, Jaime Cardoso, considera este projeto  uma “solução inovadora” que permitirá “dar um salto considerável na forma como o diagnóstico anátomo-patológico de amostras histológicas é atualmente realizado”, além de poder ajudar também no futuro. 

Os comentários estão desactivados.