Internacional

Personal trainer foi esfaqueada até à morte por vizinhos depois de questionar o porquê de estar a ser filmada

Casal assassinou a jovem, depois de esta questionar o porquê de estar a ser filmada pela mulher.

Uma mulher, de 28 anos, foi esfaqueada até à morte por um casal de vizinhos, esta quarta-feira, em São José do Rio Preto, no Brasil, depois de questionar o motivo de a mulher a estar a filmar com o telemóvel.

De acordo com a polícia militar, citada pelo G1, Joel e Sidileide Santos foram detidos por serem os principais suspeitos da morte da jovem personal trainer Andressa Serantoni.

“A mulher [suspeita] passava filmando todos do bairro. Quando foi questionada [pela vítima] sobre o motivo, ela começou a briga. Posteriormente, chamou o marido, que veio com a faca”, disse o comandante do pelotão do 9.º Batalhão de Ações Especiais da Polícia (BAEP), Felipe Guimarães Juvino.

Testemunhas relataram que a vítima foi esfaqueada diversas vezes no chão. Apesar de terem sido chamados os meios de socorro, Andressa não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Segundo a polícia, os vizinhos conseguiram identificar a casa onde o casal se tinha escondido, levando à sua detenção.

“Foi necessário que arrombássemos a porta e começássemos a negociação para que eles pudessem sair. Depois de algum tempo conversando, eles saíram, se apresentaram e fizemos a busca pessoal, e a prisão dos autores”, acrescentou o comandante.

O casal saiu da habitação acompanhado dos quatro filhos, com idades entre os 4 e os 12 anos.

“Nós perguntamos a eles o motivo, mas não quiseram falar. Apenas disseram que era uma briga entre vizinhos. Eles usaram uma faca, aparentemente, de cozinha, daquelas maiores. Os filhos deles também foram conduzidos, porque são menores de idade e foi chamado o Conselho Tutelar”, informou.