Vida

Cristina Ferreira reage a indemnização de 20 milhões pedida pela SIC: "Não tem qualquer fundamento"

Apresentadora mostra-se "surpresa" pela posição agora assumida pela SIC, "uma estação que tem assente a sua comunicação numa estratégia de funcionamento em equipa e liderança de audiências, nunca assente numa só pessoa”.

Cristina Ferreira reagiu, esta quarta-feira, à indemnização exigida pela SIC. A reação surge depois de o Correio da Manhã avançar que a estação de Paço de Arcos pede à apresentadora uma indemnização de 20,2 milhões de euros - uma estimativa do valor que perderá em receitas com chamadas de valor acrescentado (IVR), publicidade, patrocínios e ações comerciais.

“Na sequência das notícias vindas a público durante o dia de hoje, confirmo que a SIC me interpelou ao pagamento de uma indemnização por lucros cessantes no valor de cerca de 20 milhões de euros”, refere a apresentadora em comunicado.

“Sobre esta matéria gostaria apenas de esclarecer que a referida quantia não tem qualquer fundamento ou base contratual, pelo que refuto em absoluto a pretensão daquela entidade, estando disposta a assegurar e defender os meus interesses até às últimas instâncias”, acrescenta.

Cristina Ferreira destaca ainda que não pode deixar de registar “surpresa pela posição agora assumida por uma estação que tem assente a sua comunicação numa estratégia de funcionamento em equipa e liderança de audiências, nunca assente numa só pessoa”.

De realçar que, segundo o Correio da Manhã, a SIC deu um prazo de 15 dias para que o pagamento da indemnização seja efetuado. A estação permite ainda que a apresentadora faça o pagamento de forma faseada. Caso a nova diretora da TVI não pague o valor em causa, a SIC já disse que o caso seguirá para tribunal.