Internacional

Ventura ao lado de Salvini em Florença

No dia anterior ao encontro com o líder do Chega, Salvini, acusado de xenofobia, foi atacado por uma mulher que lhe rasgou a camisa e um restaurante recusou servi-lo. 

DR  

O líder do Chega, André Ventura, encontrou-se com Matteo Salvini, líder da Liga, um partido de extrema-direita italiano, num comício em Florença, esta quinta-feira. Salvini, que é alvo de fortes críticas em Itália e acusado de uma retórica xenófoba, fora atacado no dia anterior por uma mulher que lhe rasgou a camisa. Pouco antes, o líder da Liga teve de mudar um almoço de campanha em Florença após o restaurante se recusar a servi-lo, segundo o La Nazione. 

Tanto o Chega como a Liga fazem do Identidade e Democracia (ID), um partido europeu que junta outros partidos nacionalistas como Frente Nacional, de Marine Le Pen, a Alternativa para a Alemanha (AfD, em alemão) e o Partido pela Liberdade, de Geert Wilders.

"O Chega está a crescer na direita europeia. Por toda a Europa, os partidos da Identidade e Democracia (ID) respeitam agora Portugal como um exemplo de crescimento de uma força antissistema. Eu e Salvini, de mãos dadas, é um sinal para o futuro de Portugal e Itália", avisou Ventura quando anunciou a viagem, à Lusa.