Sociedade

Santuário de Fátima vai reunir “o mais rapidamente possível” com o Ministério da Saúde

O anúncio é feito pelo secretário de Estado da Saúde depois de ser questionado sobre o aglomerado de pessoas que esteve no passado domingo no Santuário de Fátima.

O secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, disseesta segunda-feira, na conferência de imprensa regular de atualização de números da covid-19 em Portugal, que o santuário de Fátima já tinha enviado um pedido de reunião ao gabinete.

O acesso ao Santuário de Fátima, no concelho de Ourém, foi bloqueado este domingo por ter atingido a lotação máxima permitida no contexto da pandemia, disse a porta-voz do complexo religioso.

O secretário de Estado realçou o comportamento exemplar que a igreja católica tem tido “de diálogo constante e permanente com as autoridades de saúde”. António Lacerda Sales acrescentou ainda que o que aconteceu este domingo foi devido ao facto de a instituição não estar à espera de tantos peregrinos “porque não era habitual em outros anos, ter tanta gente e provavelmente quando se apercebeu do número de pessoas bloqueou as entradas. A própria instituição já veio reconhecer este facto".

A próxima peregrinação está marcada para dia 13 de outubro e o secretário de Estado, considera importante que o Santuário esteja preparado para acolher os peregrinos "de forma a garantir a segurança da comunidade e a respeitar a Direção-geral da Saúde".

Portugal contabiliza hoje mais 613 novas infeções por covid-19 e 4 mortes. Com os mais recentes números, o país conta com 64.596 casos de infeção e 1871 mortes.