LifeStyle

A partir desta sexta-feira pode fazer um curso online gratuito de saúde mental

O curso já existia mas apenas presencialmente. Agora, qualquer falante da língua portuguesa pode ter acesso ao curso de 90 minutos. 

Qualquer português pode, a partir desta sexta-feira, ter um curso sobre saúde mental. O “Kit Básico de Saúde Mental” foi desenvolvido pela associação ManifestaMente em conjunto com a Direção-Geral da Saúde e está disponível no website da associação. O curso tem a duração de cerca de uma hora e meia.

“O objetivo do curso é promover a literacia em saúde mental e combater o estigma associado às doenças mentais”, pode ler-se no website da ManifestaMente. A presidente da associação e também enfermeira, Ana Mina, revela que o Kit tem “o que é importante todos nós sabermos sobre saúde mental e que deveria até fazer parte da nossa aprendizagem enquanto cidadãos”.

A vice-presidente do projeto e psiquiatra, Beatriz Lourenço, afirma que não é necessário “ter algum problema de saúde mental para fazer sentido assistir a este curso”. Pelo contrário, o objetivo é que o Kit seja uma promoção à saúde mental e ajude a prevenir algum problema futuro.

Um estudo feito pela NOVA Medical School, antes da pandemia de covid-19 revelou que 1 em cada cinco portugueses apresentava alguma perturbação psiquiátrica – o segundo número mais alto da Europa.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) cerca de mil milhões de pessoas no mundo vivem com doenças mentais e a cada 40 segundos, uma pessoa morre por suicídio. A OMS definiu o tema do Dia Mundial da Saúde Mental 2020 como “Maior investimento, maior acesso”.

O diretor do Programa Nacional para a Saúde Mental da DGS, Miguel Xavier, afirma que a pandemia mudou drasticamente as vidas de toda a população: “O medo de contrair a doença, a sobrecarga dos profissionais de saúde, a adaptação das escolas, o teletrabalho, o isolamento social e o desemprego são enormes desafios à saúde mental de todos nós”.

O curso foi desenvolvido por uma equipa que inclui desde psiquiatras a enfermeiros e profissionais da comunicação. O Kit Básico de Saúde Mental já existia em Lisboa e 100 pessoas já tinham completado as sessões presenciais, mas devido à pandemia sofreu uma adaptação de modo a chegar a “qualquer falante da língua portuguesa, em qualquer parte do mundo”.