Internacional

China culpa "certos políticos norte-americanos" por imagem negativa do país

"Como manobra de distração, alguns políticos norte-americanos usam a pandemia e outros assuntos como pretextos para difamar a China e demonizá-la".

O Governo chinês culpou, esta sexta-feira, “certos políticos norte-americanos” pelo aumento de perceções negativas sobre a China em diversos países democráticos.

"Como manobra de distração, alguns políticos norte-americanos usam a pandemia e outros assuntos como pretextos para difamar a China e demonizá-la, semeando mentiras e desinformação", disse a porta-voz do ministério dos Negócios Estrangeiros, Hua Chunying, em reação a um inquérito do Pew Research Centre, que abragendeu 14 países, e que concluiu que a imagem da China piorou em muitos países ocidentais.

A pesquisa revelou que 73% dos norte-americanos têm uma opinião negativa sobre a China – um aumento de quase 20% desde a chegada, em 2017, de Donald Trump à Casa Branca. A imagem do país é ainda pior na Austrália (81%). De realçar que o país está a ser alvo de sanções comerciais chinesas, depois de ter pedido que fosse investigada a origem da covid-19.

Também 71% dos franceses tem uma opinião negativa sobre a China. O mesmo aconteceu em países como o Reino Unido, Canadá, Alemanha, Holanda, Espanha, Suécia ou Coreia do Sul, onde a imagem do país asiático piorou.

"Isto só serve para enganar gravemente os cidadãos dos Estados Unidos e de alguns outros países ocidentais sobre a realidade da luta da China contra a epidemia", acrescentou Hua.

"Espero que mais imprensa estrangeira, incluindo os jornalistas estacionados na China, cubra a China de forma mais objetiva", rematou.