Internacional

Autoridades mexicanas removeram estátua de Cristóvão Colombo da capital

Vários militantes anunciaram a intenção de derrubar a estátua na segunda-feira, dia em que se assinala a chegada do explorador à América, em 1492.

Autoridades mexicanas removeram estátua de Cristóvão Colombo da capital

Depois de vários militantes ameaçarem derrubar uma estátua do explorador Cristóvão Colombo que estava numa grande avenida da Cidade do México, as autoridades mexicanas acabaram por a retirar primeiro, no sábado, anunciou o Ministério da Cultura mexiano, em comunicado.

Na segunda-feira assinala-se o dia em que Cristóvão Colombo descobriu a América, em 1492, e, por ser agora uma figura que vários movimentos associam às agressões cometidas pelos conquistadores europeus contra índios americanos, estava marcada uma manifestação no México para derrubar a estátua.

Mas agora que foi retirada pelas autoridades a pedido do governo da Cidade do México, o monumento vai ser submetido “a eventuais trabalhos de restauração” pelo Instituto de Antropologia e de História (INAH) mexicano, juntamente com outras quatro estátuas de frades Francisco, entre as quais uma do espanhol Bartolomeu de las Casas

Recorde-se que no início do mês de outubro, o Presidente do México, Andrés Manuel Lopez, Obrador, exigiu ao Vaticano e à coroa e Governo espanhóis que pedisse desculpa aos povos indígenas pelas "vergonhosas atrocidades" que aconteceram durante a conquista espanhola, em 1521.

Os comentários estão desactivados.