Sociedade

Universidade do Porto com 241 infetados desde o começo do ano letivo

Universidade explica que a origem dos casos está “maioritariamente relacionada com atividades e convívios de cariz social ou familiar”.

A Universidade do Porto (UP) já registou 241 casos de infeção por covid-19 desde o início do ano letivo até esta quarta-feira: dez são professores e investigadores e 231 são alunos. Destes, a UP disse em comunicado que 101 casos estão “atribuídos ao surto identificado entre a comunidade de estudantes de mobilidade/Erasmus da cidade do Porto”.

A task force da UP para a covid-19 explicou que que a origem dos casos está “maioritariamente relacionada com atividades e convívios de cariz social ou familiar”, ou seja, “não foi registado qualquer surto com origem em atividades letivas ou de investigação no seio da Universidade do Porto”.

O trabalho de identificação e avaliação dos contactos entre a comunidade académica tem sido feita em conjunto com as Autoridades de Saúde locais, explica ainda a instituição, acrescentando que estão a ser adotadas “de forma preventiva e em consonância com as autoridades de saúde, todas as medidas que garantam a segurança da comunidade académica”.

A Universidade do Porto anunciou ainda esta semana a criação de uma rede de voluntários para que sejam entregues aos membros da comunidade académica em isolamento domiciliário bens de primeira necessidade. Existe ainda uma linha de apoio psicológico destinada a todos os membros da UP (220 408 408).