Economia

AG da Media Capital suspensa e será retomada a 24 de novembro

Esta suspensão ocorreu, no mesmo dia, em que a Prisa anunciou prejuízos de 209 milhões até setembro como consequência do impacto da covid-19 e das deteriorações de 77 milhões de euros decorrentes da venda da dona da TVI, entre outros. 

A assembleia-geral (AG) de acionistas da Media Capital, convocada para esta quarta-feira, foi suspensa e será retomada no “próximo dia 24 de novembro”, anunciou sem adiantar mais pormenores.

A dona da TVI disse apenas que "a informação relativamente à continuação dos trabalhos será objeto de publicação autónoma por parte da sociedade".

Esta suspensão ocorreu, no mesmo dia, em que a Prisa anunciou prejuízos de 209 milhões até setembro como consequência do impacto da covid-19 e das deteriorações de 77 milhões de euros decorrentes da venda da dona da TVI, entre outros. 

No final de setembro, a dívida líquida bancária era de 1.107 milhões de euros, um rácio da dívida líquida/EBITDA de 7,8 vezes, o que, "com as operações anunciadas na semana passada (refinanciamento da dívida e venda do negócio da educação em Espanha), esse número ficaria nas 6,7 vezes", lê-se no comunicado.

A Prisa salienta que o seu projeto estratégico, focado nos negócios digitais e de subscrição, tanto na área da educação na América Latina como nos media, "está a revelar bons resultados".