Internacional

Cadela morre após ser violada por vários homens e esfaqueada dezenas de vezes

História está a gerar uma onda de indignação nas redes sociais.

Uma cadela morreu, esta terça-feira, depois de ser sido violada por vários homens e esfaqueada 30 vezes, na Colômbia. O caso chocante foi partilhado pela imprensa internacional e tem gerado grande contestação depois de ser divulgado nas redes sociais.

Em declarações ao jornal El Tiempo, Martha Buitrago, que resgatou o animal, explicou que a cadela estava visivelmente debilitada, e a levou imediatamente ao veterinário.

A mulher explicou que o animal foi violado, uma vez que os seus órgãos sexuais estavam “rasgados”. Além de ter sido agredida com extrema violência, a cadela foi ainda esfaqueada, ficando gravemente ferida.

“As pernas ficaram feridas e os tendões e músculos foram afetados", contou.

Apesar de ter sido operado, o animal acabou por não resistir e morreu. A notícia foi comunicada através da página de uma ativista animal, que começou por denunciar o caso.

“A cadela acaba de morrer, não consigo descrever a tristeza que sinto, a impotência. Destruíram-lhe a vagina, apunhalaram-na 30 vezes (…) Não resistiu a tanta dor, como terá sido o seu sofrimento ao ver-se tão sozinha e com esses tipos a violá-la”, escreveu.

O caso, que gerou uma onda de indignação, está agora a ser investigado. “Depravado”, “Que se faça justiça”, “Muitos doentes à solta e não há lei para eles”, lê-se em alguns dos comentários.

O caso junta-se a um semelhante também na Colômbia. Em outubro, um cão também morreu depois de ser esfaqueado e abusado sexualmente.