Oficina Sol

Altice International Innovation Award 2020 bate recordes

Considerado atualmente o maior prémio monetário de inovação tecnológica em Portugal, o AIIA oferece ao 1.º lugar da categoria startups um prémio pecuniário no valor de 50 mil euros e a possibilidade de concretização de um piloto (prova de conceito) com o grupo Altice, com a duração mínima de 9 meses, bem como distingue o vencedor da categoria academia com um prémio monetário no valor de 25 mil euros.

O maior prémio de inovação tecnológico em Portugal – Altice International Innovation Award (AIIA) – recebeu 116 candidaturas para as categorias academia e startups da edição de 2020.

Num ano em que o prémio de inovação da Altice Portugal teve uma abrangência geográfica apenas nacional, em virtude do momento de saúde pública que se vive em Portugal e no mundo, o Altice International Innovation Award bateu o recorde de números de candidaturas recebidas, «todas elas conotadas de grande qualidade e muito diversificadas», diz a empresa liderada por Alexandre Fonseca.

Do universo de projetos candidatos para esta 4.ª edição, serão muito brevemente conhecidos os seis projetos finalistas e que vão estar na shortlist para as categorias a concurso: três na categoria academia e três na categoria startups.
O júri do AIIA 2020 também já é conhecido e é composto por reconhecidas personalidades do sistema científico, setores tecnológico, económico e media: «O anúncio dos vencedores da 4.ª edição do AIIA realizar-se-á no dia 18 de novembro, numa cerimónia em formato digital, e que vai contar com a presença dos principais stakeholders do ecossistema de inovação em Portugal».

Considerado atualmente o maior prémio monetário de inovação tecnológica em Portugal, o AIIA oferece ao 1.º lugar da categoria startups um prémio pecuniário no valor de 50 mil euros e a possibilidade de concretização de um piloto (prova de conceito) com o grupo Altice, com a duração mínima de 9 meses, bem como distingue o vencedor da categoria academia com um prémio monetário no valor de 25 mil euros. «A iniciativa conta, ainda, pelo 4.º ano consecutivo, com a parceria da Agência Nacional de Inovação (ANI), que irá atribuir a distinção Born from Knowledge (BfK) ao projeto finalista “nascido do conhecimento” que resulte de atividades de investigação e desenvolvimento (I&D) valorizando, assim, o conhecimento científico e tecnológico nacional», salienta.

Desde 2016, o AIIA já recebeu mais de 300 candidaturas, tendo os seis projetos vencedores sido premiados e apoiados num valor total superior a 200 mil euros.