Internacional

Menino de quatro anos perdeu os pais com apenas 100 dias de diferença devido à covid-19: "Quero ser um anjo como eles"

Uma história que está a emocionar as pessoas.

Raiden Gonzalez tem apenas quatro anos e é o protagonista de uma história capaz de deixar o coração de qualquer pessoa apertado. O menino perdeu os pais devido à covid-19 com apenas 100 dias de diferença e agora diz que “quer ser um anjo”, tal como eles.

Raiden, que vive no estado norte-americano do Texas, comemora o seu quinto aniversário na quinta-feira, dia 28 de novembro, e, em declarações à CNN, a sua tia-avó, Margie Bryant, partilhou a sua história.

O pai de Raiden, de 33 anos, morreu em junho devido à covid-19. Em outubro, também Mariah, a sua mãe, acabou por não resistir ao vírus. A tia, que agora cuida do menino, contou que este disse que queria ser “um anjo” como os pais.

“É triste ouvi-lo dizer isto, mas ele diz: ‘O meu pai é um anjo no céu, ele está nas nuvens ’, e foi assim que ele gravou [o que aconteceu] na sua mente sempre que as pessoas perguntam", contou. “Ele é tão inteligente”, acrescentou, revelando que foi ela que deu a notícia da morte da mãe ao menino.

“Disse-lhe:‘ O motivo pelo qual não viste a mamã nos últimos dias é porque a mamã ficou muito doente e agora também é um anjo no céu ’, e ele estava inconsolável”, relatou. “Disse:‘ Quero ser um anjo nas nuvens com a minha mamã e o papá ’”, recordou.
 
A família está agora a preparar um desfile de carros com o tema “dinossauros” para o aniversário da criança, que deverá contar com a ajuda dos bombeiros locais, clubes de motas e de outras pessoas que se disponibilizaram para dar um aniversário diferente a Raiden.