Internacional

OMS pede utilização de máscara durante as reuniões familiares no Natal

O objetivo é evitar uma terceira vaga no continente europeu. 

A Organização Mundial de Saúde (OMS) apelou, esta quarta-feira, para a utilização de máscara durante as reuniões familiares no Natal com o intuito de evitar uma terceira vaga da pandemia na Europa no início de 2021. Apesar de a utilização da máscara poder ser um "incómodo" a OMS afirma que "contribui de forma significativa para que todos estejam seguros e saudáveis", pode ler-se num comunicado da instituição.

A OMS pede ainda para que, caso seja "possível", as reuniões familiares aconteçam em espaços exteriores e destaca a importância do cumprimento da distância física. Caso o encontro tenha de ocorrer num espaço fechado, deve limitar-se o tamanho dos grupos e assegurar boa ventilação para reduzir o risco de exposição ao novo vírus."A transmissão da covid-19 continua ampla e intensamente e há um grande risco de uma nova vaga nas primeiras semanas e meses de 2021", destaca a instituição. 

Sobre as cerimónias religiosas e os mercados de Natal, a OMS pede para que estes sejam reduzidos ou adiados de modo a evitar a propagação da covid-19. Caso sejam organizados devem ser ao ar livre, ter uma limitação do número de pessoas menor, garantir o cumprimento da distância social e a utilização de máscara deve ser obrigatória.