Economia

Alemanha abre as portas do 5G à Huawei

O Governo de Angela Merkel criou uma lei que permite à Huawei ter acesso à tecnologia 5G no país, depois de garantias dadas por Pequim. A lei precisa ainda de ser aprovada pelo Parlamento.


O Governo alemão liderado pela chanceler Angela Merkel aprovou esta semana um projeto-lei no âmbito da segurança das redes móveis que abre as portas à utilização da tecnologia de quinta geração (5G) da Huawei, dando assim à empresa uma pequena vitória na Europa.

A notícia foi avançada pelo Wall Street Journal que adianta que com base neste projeto-lei a Alemanha deverá enveredar pelo modelo de certificação de fornecedores, ao que tudo indica, o mesmo modelo que Portugal também vai adotar, e que afasta o cenário de exclusão de qualquer fabricante na implementação das redes 5G.

Esta nova lei de segurança – designada IT Security Act 2.0 – surge após Berlim ter recebido a garantia por parte da China que os equipamentos da Huawei cumpriam os requisitos de segurança definidos pelo Estado alemão e pela Europa. A lei precisa ainda, porém, de ser aprovada pelo Parlamento.

Recorde-se que esta decisão vem contrariar as intenções do Governo norte-americano de Donald Trump que, nos tempos mais recentes, exerceu pressão com o objetivo de bloquear completamente a empresa de tecnologia chinesa. A decisão da Alemanha vem contrariar as restrições verificadas no Estados Unidos e também a posição assumida pelo Reino Unido que tem vindo a proibir as operadoras de comprarem novos dispositivos e equipamentos da Huawei e já definiu 2027 como a data limite para que tecnológica chinesa seja removida da rede 5G no país.