Internacional

Irlanda volta ao confinamento geral por causa da nova estirpe do coronavírus

Primeiro-ministro irlandês afirmou que, apesar de ainda não ter sido detetado nenhum caso da nova estirpe do coronavírus no país, "a coisa mais segura e responsável a fazer é agir supondo" que já lá está.

A Irlanda vai voltar ao nível máximo de alerta por causa da pandemia, impondo novamente confinamento geral, apenas com exceções para as celebrações natalícias, anunciou o primeiro-ministro do país esta terça-feira.

“Infelizmente, na semana passada, assistimos a um crescimento extraordinário na disseminação do novo coronavírus”, disse Michael Martin, explicando que o agravamento da pandemia se pode explicar por causa da nova estirpe detetada no sul de Inglaterra. O primeiro-ministro divulgou ainda dados que indicam um crescimento diário de cerca de 10% dos casos de infeção no país.

Por isso, a Irlanda vai entrar em confinamento geral de 24 a 12 de janeiro: a população vai ter de permanecer em casa e o comércio vai fechar, com exeção para algumas lojas. No entanto, durante a celebração do Natal, até dia 26 de dezembro, as famílias podem juntar-se.

“Embora ainda não tenhamos uma prova formal de que a nova estirpe mais virulenta já esteja no nosso país (…), a coisa mais segura e responsável a fazer é agir supondo que assim é”, disse o primeiro-ministro irlândes.