Internacional

Rússia não espera "nada de bom" de Joe Biden

Vice-ministro dos Negócios Estrangeiros russo afirma que a política externa do Presidente eleito dos EUA se vai basear na "russofobia"

O vice-ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Sergei Riabkov, afirmou que não espera “nada de bom” do novo Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. Para o governante, a sua política externa basear-se-á na “russofobia”, disse à agência noticiosa russa Interfax.

Horas depois de Biden anunciar que vai responder ao ataque cibernético gigantesco a órgãos governamentais norte-americanos atribuído à Rússia, acusando Trump de inação, Riabkov reagiu a estas declarações: “Não esperamos nada de bom, isso é claro. Seria estranho esperar bem das pessoas que, para muitos deles, fizeram da russofobia a sua carreira, despejando bílis no meu país”.

Riabkov disse ainda que a ‘bola’ está no campo norte-americano para restabelecer as relações bilaterais, uma vez que a Rússia não pretende “iniciar contactos com a equipa de transição de Biden”.

Na opinião do vice-ministro dos Negócios Estrangeiros, Moscovo devia limitar-se a um “diálogo seletivo” com os EUA e apenas à discussão de “assuntos que interessam à Rússia”. Para o responsável, deve haver uma política de “contenção total dos Estados Unidos em todas as direções, porque a política dos EUA em relação à Rússia é profundamente hostil”, disse, referindo-se ao “pesado legado” que os norte-americanos deixaram à conta dos múltiplos pacotes de sanções contra a Rússia, incluindo as acusações de ataques informáticos e interferência nas eleições presidenciais de 2016.

“Tudo está a ir de mal a pior. Isto foi típico dos últimos quatro anos e não há sinais de que esta tendência vá mudar”, completou.