Sociedade

Nunca houve tantos casos ativos de covid-19 no país e número de doentes internados nunca foi tão elevado

País registou pelo segundo dia consecutivo mais de 100 mortes associadas à doença. 

Os números continuam elevados e a pandemia não dá tréguas em Portugal. O boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS) deste sábado, revela que, nas últimas 24 horas, o país registou 9.478 novos casos de covid-19 e mais 111 mortes associadas à doença. No total, já morreram 7.701 pessoas com covid-19 no país e número de diagnósticos confirmados durante a crise pandémica sobe para 476.187.

Este é já o quarto dia consecutivo com os novos casos a rondarem os 10 mil. Na região Norte foram diagnosticados 3.377 novos casos, seguindo-se Lisboa e Vale do Tejo com 3.009, o Centro com 2.074, o Alentejo com 582 e o Algarve com mais 326. As Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira contabilizam mais 67 e 43 casos, respetivamente.

De realçar que o país ultrapassou pelo segundo dia consecutivo a marca dos 100 óbitos diários. O número de mortes hoje registado é também o segundo mais elevado de sempre. O recorde foi atingido ontem, sexta-feira, com 118 mortes.

A maior parte dos 111 óbitos das últimas 24 horas ocorreram em Lisboa e Vale do Tejo (44), no Norte morreram 29 pessoas, no centro 25, no Alentejo 11 e no Algarve duas.

O número de doentes internados com covid-19 também disparou e atingiu novo recorde. No total, estão internas 3.555 pessoas, mais 104 dos que ontem. Nos cuidados intensivos encontram-se agora 540 doentes, mais quatro do que no balanço anterior – este número também é recorde.

Por outro lado, mais 5.899 pessoas venceram a doença, aumentando para 366.080 o total de recuperados.

Sob vigilância das autoridades de saúde estão neste momento 113.526 pessoas e  há 102.406 casos ativos no país. Estes números são os mais elevados de sempre.