Internacional

Caixa negra do avião que caiu na Indonésia foi recuperada

Ainda não se sabe se esta é a caixa que contém as conversas entre os pilotos do Boeing 737-500.

As autoridades indonésias recuperaram, esta terça-feira, uma das caixas negras do avião que caiu perto da Indonésia no passado sábado. De acordo com o almirante Yudo Margono, da Marinha de Guerra da Indonésia, o equipamento recuperado estava enterrado no fundo do mar, por debaixo das toneladas de destroços do próprio avião.

Segundo o porta-voz da Marinha disse à Reuters, o dispositivo de gravação foi transportado para o porto de Jacarta, sem se saber ainda se aquela caixa negra contém a gravação das conversas entre pilotos ou se é a que contem os dados do voo.

As estações de televisão indonésia transmitiram, esta terça-feira, imagens da caixa negra a ser retirada da água pelos mergulhadores em barcos de borracha.

A recuperação da caixa negra vai ajudar os investigadores da Comissão Nacional de Segurança em Transportes a apurarem a causa da queda do avião da companhia aérea indonésia Sriwijawa.

De acordo com a imprensa local, o aparelho caiu praticamente numa posição vertical, com a parte da frente direcionada para o mar.

No total, na equipa de salvamento estiveram envolvidas 3.600 pessoas, 13 meios aéreos, 54 navios e ainda 20 embarcações de pequena dimensão, no local onde o Boeing 737-500 se despenhou. Foram encontrados à superfície e também na água, a 23 metros de profundidade, partes do avião e ainda restos humanos. Até à data, as equipas que se encontram no local do acidente já enviaram 74 sacos que contêm restos mortais à polícia. 

Recorde-se que o avião da Sriwijawa Air estava a fazer a ligação entre Jacarta e Pontianak e perdeu o contacto com os controladores aéreos na parte indonésia da ilha do Bornéu no passado sábado, às 07h40 em Lisboa. O voo durou apenas quatro minutos depois de deslocar.