Cultura

Netflix luta contra sites pornográficos por publicarem cenas sexuais da série ‘Bridgerton’

Para travar a propagação dos vídeos, a Netflix precisou de emitir avisos sobre “uso indevido de propriedade intelectual”.

A nova série de Shonda Rhimes, Bridgerton, é um dos atuais sucessos da plataforma de streaming Netflix. De tal forma, que os conteúdos mais sexuais da história já estão a circular em sites pornográficos, o que resultou numa grande luta por parte da Netflix para retirar estes excertos pirateados.

A atriz que personifica a jovem socialite Daphne Bridgerton, Phoebe Dynevor, sente que o seu trabalho está a ser explorado e está angustiada com as proporções que os vídeos estão a tomar pela internet. “As cenas de sexo não são apenas sexo. Elas contam a evolução sexual de Daphne e foi muito importante conseguir demonstrar isso”, disse a atriz em declarações para a imprensa internacional.

A atriz não foi a única ficar revoltada com a apropriação dos conteúdos. “Cenas atrevidas chamam a atenção das pessoas, mas esta série é um drama de prestígio baseado em romances best-sellers. Distribuir cenas como pura obscenidade está além dos limites”, disse uma fonte ao The Sun.

Para travar a propagação dos vídeos, a Netflix precisou de emitir avisos sobre “uso indevido de propriedade intelectual”. Contudo, o fluxo de vídeos pirateados é tão grande que é difícil acompanhar o negócio da obscenidade online.  

Retirar cenas sexuais das séries e publicar em sites pornográficos não é algo novo. No ano passado, outras produtoras, como a Hulu e a BBC, viram os seus conteúdos publicados no pornhub.