Desporto

Abel Ferreira: Menor que Jesus?

A reação global à vitória do Palmeiras na Taça Libertadores teve um elemento comum: como se compara a atenção mediática dada à vitória de Jorge Jesus, na temporada passada, no mesmo campeonato?

O Palmeiras, equipa treinada por Abel Ferreira, venceu no sábado a Taça Libertadores, a maior competição de clubes da América do Sul. Ao vencer o Santos por uma bola a zero, o técnico português alcançou o seu primeiro título como treinador, e bisou nos títulos desta competição vencidos por portugueses.

Na temporada anterior, foi Jorge Jesus, na altura técnico do Flamengo, que inaugurou esta nova realidade, tornando-se no primeiro treinador português a vencer este campeonato.

De seguida à vitória de Abel Ferreira, os comentários rapidamente surgiram, comparando a atenção mediática dada a um e a outro, acusando vários adeptos - nomeadamente através de comentários na Internet, 'posts' ou qualquer outro meio de comunicação virtual - a discrepância entre a atenção mediática dada a Jorge Jesus e a Abel Ferreira.

Em 2020, quando Jorge Jesus venceu este campeonato com o Flamengo, o acontecimento recebeu forte atenção mediática, com diferentes canais televisivos, jornais desportivos e outros meios de comunicação a fazer uma cobertura integral dos diferentes passos de Jesus após a vitória.

Já sobre Abel Ferreira, nestes momentos, alegam vários internautas que a atenção dada não é equitativa, e que poderá haver aqui um tratamento diferente dos dois treinadores que, defendem, deveriam ter a mesma quantidade de atenção mediática.

O caso mais apontado, até agora, tem sido relativo à capa do jornal desportivo Record, que em 2020 ocupou toda a primeira página com uma imagem celebratória de Jorge Jesus e do Flamengo, e neste ano, após a vitória de Abel Ferreira, vários internautas acusam o jornal de ter dedicado uma porção menor da capa à vitória do Palmeiras que, defendem, deveria ter tido o mesmo tratamento.

Os comentários surgem também relativamente ao seguimento dos treinadores nos dias após a vitória, em que a atenção mediática esteve fortemente virada para as declarações e os acontecimentos em torno de Jorge Jesus e do seu regresso a Portugal, ao passo que sobre Abel Ferreira, argumenta-se, não tem caído uma preocupação mediática tão intensa.

Os argumentos e os debates sobre a presença mediática de Abel Ferreira e de Jorge Jesus continuam, e são já vários os adeptos que expressam as suas opiniões nos diferentes espaços.

As razões por trás da alegada discrepância poderão ser várias, desde o facto de Jorge Jesus ter sido o primeiro a atingir este patamar, até ao facto de o técnico português ter em Portugal uma maior presença no futebol profissional do que Abel Ferreira.