Sociedade

Covid-19. Mais de 397 mil doses de vacina já foram administradas em Portugal

De acordo com as doses entregues e confirmadas até ao momento, para o primeiro trimestre, ainda estão cerca de 1,9 milhões de doses de vacinas por chegar a Portugal. 

No seguimento da reunião desta segunda-feira de manhã com a task-force, a ministra da Saúde, Marta Temido, fez o ponto de situação sobre o plano de vacinação contra a covid-19 em Portugal. A reunião foi presidida pelo primeiro-ministro António Costa e realizou-se por videoconferência.

Marta Temido sinalizou que até ao final da semana passada foram recebidas 493.050 doses de vacinas no país, cujo montante de 450.150 doses deste total foi entregue no continente. Ainda neste fim de semana, Temido salientou a primeira entrega de vacinas da AstraZeneca – 43.200 doses.

Em relação à administração desta vacina, o ministério da Saúde já assumiu que, devido ao grau de incerteza sobre a eficácia da AstraZeneca nos grupos etários acima dos 65 anos, vai privilegiar a sua administração nos grupos abaixo desta idade. "Não está em causa qualquer questão relativa à segurança e à qualidade desta vacina", assegurou.

"Hoje foi recebida uma nova entrega de vacina da BioNtech/Pfizer, numa quantidade de 87.750 doses", avançou Marta Temido. Contudo, esta não é a única entrega prevista: ainda nesta semana vão chegar 22.800 doses da vacina da Moderna.

Segundo as doses entregues e confirmadas até ao momento, para o primeiro trimestre, ainda estão cerca de 1,9 milhões de doses de vacinas por chegar. "Há ainda quantidades que estavam contratadas cuja entrega está por confirmar, o que se espera que aconteça", assinalou a ministra.

Acerca das vacinações já administradas, Marta Temido avançou que, até às 13h00 de hoje, foram administradas 397.404 vacinas, sendo que quase 105 mil se referem à segunda dose.

A ministra da saúde indicou que "estas administrações de vacina abrangeram residentes e profissionais de estruturas residenciais para idosos, lares, unidades de cuidados continuados e estruturas equiparadas", acrescentando ainda que já há um número "significativo" de profissionais de saúde vacinados, tal como pessoas com mais de 80 anos ou com mais de 50 anos e com uma das quatro comorbidades reconhecidas como prioritárias.

Para esta semana, Marta Temido está a prever a administração de 120 mil inoculações, ao continuar a vacinação nos lares de idosos, onde serão administradas segundas doses e primeiras em locais onde havia surtos de covid-19, e a profissionais de saúde.

Até às 00h00 de ontem, Portugal administrou, no total, 396.371 vacinas contra a covid-19: 291.758 já receberam a primeira dose e 104.613 a segunda.

De realçar que o plano de vacinação nacional contra a covid-19 começou em 27 de dezembro com a administração das vacinas aos profissionais de saúde dos hospitais que lidaram diariamente com doentes covid-19.

Esta primeira fase também abrangeu profissionais de saúde que prestam serviços de cuidados a utentes dos lares de idosos, funcionários e idosos, e também profissionais da rede nacional de cuidados continuados integrados, assim como elementos das forças armadas, das forças de segurança, de serviços críticos e titulares de órgãos de soberania e altas entidades públicas.

Na passada terça-feira, arrancou a segunda fase da vacinação em centros de saúde de idosos com 80 ou mais anos e ainda de pessoas com mais de 50 anos com doenças consideradas prioritárias.