Vida

Chrissy Teigen fala sobre morte do filho e diz que se sente uma pessoa melhor: "Salvou-me"

Modelo diz que experiência foi transformadora. 

Chrissy Teigen voltou a falar abertamente sobre a perda do seu bebé, Jack, no final de setembro do ano passado, depois de um parto prematuro. Numa entrevista com a apresentadora Ellen DeGeneres, divulgada esta segunda-feira, a modelo confessou que esse momento a transformou.

"Eu tenho roupas de maternidade e há coisas que comprei para o meu oitavo mês e nono mês. É difícil porque ele teria nascido esta semana, então olhas para estas coisas e tens essas lembranças constantes", disse a mulher de John Legend, revelando ainda que está a fazer terapia para conseguir lidar com a morte do filho.

A modelo, de 35 anos, recordou ainda que foi criada numa família que sempre foi “muito aberta sobre perdas”, e que isso a ajudou a refletir sobre como pode ser “uma coisa linda”.

"Foi algo realmente transformador para mim e, de certa forma, salvou-me porque eu acho que não teria descoberto a terapia e depois a sobriedade e esse caminho para me sentir bem comigo mesma e de me sentir uma pessoa nova", afirmou, falando depois sobre o papel dos filhos mais velhos, Miles Theodore, de dois anos, e Luna Simone, de quatro anos, nesta fase da sua vida.  

"Tem sido tão lindo ver os meus filhos, a maneira como falam sobre ele. Vamos para a praia ou algo assim e eles dizem: 'O bebé Jack está connosco agora? Achas que ele está nas nuvens?' É tão lindo e tão doce", lembrou.

“Pensas em todas as pessoas que passam por isto em silêncio e ficas muito triste por elas. A nossa perda foi tão pública, tantas pessoas apoiaram tanto. Ganhas uma quantidade incrível de empatia. E eu realmente, de alguma forma, acho que sou uma pessoa melhor agora", rematou.