Internacional

Espanha. Manifestantes e polícias em confrontos durante protestos contra prisão do rapper Pablo Hasél

Caos está instalado nas ruas de Madrid e de Barcelona. 

AFP
AFP
AFP
AFP

Milhares de pessoas voltaram a sair às ruas, esta quarta-feira, em Espanha, em protestos contra a prisão do rapper espanhol Pablo Hasél.

As manifestações começaram durante a tarde, em Barcelona e em Madrid, e a polícia teve de intervir em várias ruas da capital catalã, depois de alguns manifestantes arremessarem pedras e garrafas contra os polícias. Há ainda relatos de caixotes do lixo incendiados.

Também em Madrid há relatos de tensão entre manifestantes e polícia, sobretudo na Puerta del Sol. 

De realçar que esta é já a segunda noite de protestos, depois de também ontem milhares de pessoas saírem à rua em várias cidades espanholas. Pablo Hásel tornou-se o mais recente mártir da liberdade de expressão espanhola depois de ter sido detido, esta terça-feira, por uma dezena de agentes dos Mossos d’Esquadra na reitoria da Universidade de Lérida.

Hásel é acusado de glorificar o terrorismo e de injúrias contra a monarquia através das letras das suas músicas e de tweets que publicou. O prazo de Hásel para se entregar às autoridades terminou na passada sexta-feira. Assim, as autoridades deslocaram-se até à universidade para deter o rapper, que em 2018 foi condenado a nove meses de prisão.