Economia

ANA avisa que vai analisar "termos jurídicos" da decisão da ANAC sobre aeroporto do Montijo

Gestora sublinha que termos jurídicos apresentados são “não coincidentes” com os pareceres de Paulo Otero e Vital Moreira.


A ANA Aeroportos de Portugal informou que tomou conhecimento da decisão da ANAC sobre o Aeroporto Complementar no Montijo e garante que “vai analisar os termos jurídicos”.

A gestora dos aeroportos sublinha ainda, através de comunicado, que os termos jurídicos da decisão, conhecida esta terça-feira, de não fazer a apreciação prévia de viabilidade do aeroporto no Montijo por não existir consenso de todos os concelhos afetados, não são “coincidentes com os pareceres jurídicos do Professor Doutor Vital Moreira e do Professor Doutor Paulo Otero, anexos ao requerimento entregue”.

Para a ANA, esta é mais uma etapa “do processo de expansão da capacidade aeroportuária de Lisboa, que irá prosseguir, e que é fundamental para o desenvolvimento económico e retoma do setor do turismo”.

A empresa termina sublinhando a ideia de que continua a acreditar que, “na Avaliação Ambiental Estratégica, a solução do Montijo será aquela que melhor responderá aos interesses do país”.