Sociedade

Bruxelas ameaça bloquear exportações da vacina AstraZeneca se a UE não receber as suas doses primeiro

"Esta é a mensagem que estamos a enviar à AstraZeneca: respeitem o vosso contrato com a Europa antes de começarem a entregar a outros países", disse a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, admitiu, este sábado, a possibilidade de bloquear as exportações da vacina AstraZeneca como "mensagem" caso a farmacêutica não entregue primeiro as doses contratadas pela União Europeia (UE).

"Temos a opção de proibir quaisquer exportações planeadas. Esta é a mensagem que estamos a enviar à AstraZeneca: respeitem o vosso contrato com a Europa antes de começarem a entregar a outros países", disse, em entrevista ao grupo alemão Funke. "Todas as opções estão em cima da mesa", acrescentou.

Von der Leyen adiantou ainda que os líderes da UE irão rever a questão da entrega de vacinas da AstraZeneca na próxima semana.

Na quinta-feira, a Comissão Europeia anunciou que iria ativar um procedimento, previsto nos contratos de fornecimento de vacinas da UE, para resolver o litígio com a farmacêutica.