Economia

Comunicações. Portugal mantém descida de preços

Este tem sido um ponto de discórdia entre os operadores de telecomunicações e a Autoridade Nacional de Comunicações.

A Associação dos Operadores de Comunicações Eletrónicas (Apritel) voltou a garantir que Portugal “mantém a liderança” na descida dos preços nos pacotes de comunicações usados por 88% das famílias, citando dados do Eurostat de fevereiro.

Recorde-se que este tem sido um ponto de discórdia entre os operadores de telecomunicações e a Autoridade Nacional de Comunicações.

A Apritel salienta que "os dados mais recentes do Eurostat, referentes a fevereiro de 2021, demonstram mais uma vez a forte dinâmica competitiva do mercado português de comunicações eletrónicas".

A associação aponta que, "nos serviços em pacote, aqueles que, de acordo com os dados da Anacom, as famílias portuguesas cada vez mais preferem, e que no final de 2020 já eram subscritos por 88 em cada 100 famílias, Portugal é o país onde os preços mais baixaram nos últimos 12 meses (-2,8%)".

A Apritel salienta que, "numa perspetiva mais global, e analisado os últimos 12 meses, a competitividade do setor nacional também sai reforçada".

Isto porque o "índice dos preços de serviços de telecomunicações reduziu-se 1,5% nos últimos 12 meses, enquanto na EU27 apenas desceu 0,3%", reforça a Apritel.