Sociedade

Número de internados devido à covid-19 sobe pelo segundo dia consecutivo. R(t) chega a 1 em Portugal continental

Portugal encontra-se cada vez mais próximo do amarelo no quadro da Matriz de Risco. O R(t) em Portugal continental já chegou a 1,00 e a nível nacional é de 0,98. 

Portugal registou, nas últimas 24 horas, 159 novos casos de covid-19 e seis óbitos associados à doença. De acordo com o boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado esta segunda-feira, o país soma agora um total acumulado de 823.494 infetados, dos quais 16.885 não resistiram.

Lisboa e Vale do Tejo é a região onde se registaram mais novos casos, com 65 casos de infeção. Segue-se o Norte, com 44, o Algarve, com 32, o Centro, com cinco, e o Alentejo, com dois novos casos. No arquipélago da Madeira há mais nove infetados, e no dos Açores mais dois.

As seis mortes registadas esta segunda-feira ocorreram nas regiões de Lisboa e Vale do Tejo, Norte e Centro, cada uma delas com dois óbitos por covid-19. O Alentejo, o Algarve e as ilhas não reportaram qualquer óbito associado à doença.

O número de internados voltou a aumentar, pelo segundo dia consecutivo. Há agora 536 doentes covid nos hospitais portugueses, mais 19 do que ontem. Destes, 112, menos cinco, estão em Unidades de Cuidados Intensivos.

Por outro lado, mais 321 pessoas venceram a doença, elevando para 780.643 o número de recuperados desde o início da pandemia.

Há agora 25.966 casos ativos, menos 168 do que ontem, e as autoridades têm sob vigilância 15.928 contactos.

O boletim de hoje traz ainda uma atualização sobre a incidência – número de novos casos nos últimos 14 dias por 100 mil habitantes - e o Índice de transmissibilidade – R(t).

Portugal tem agora uma incidência de 62,8 casos de infeção por 100 mil habitantes. Este número desceu face à ultima atualização, feita no dia 1 de abril, quando a incidência era de 65,6 casos de infeção por 100 mil habitantes. O mesmo acontece quando considerado apenas o território continental. A incidência no continente é de 60,9 casos de infeção por 100 mil habitantes e era de 62,9 na última atualização.

Já o R(t) continua a subir. O R(t) nacional é de 0,98 e no dia 1 de abril era de 0,97. Quando considerado apenas o território continental o R(t) é de 1,00. Na última atualização era de 0,97 também no continente.

Assim, na matriz de risco, Portugal encontra-se cada vez mais próximo da cor amarela.

Por sua vez, os dados de incidência acumulada nos concelhos, divulgados pela DGS esta segunda-feira, mostram que há 26 concelhos com mais de 120 novos casos por 100 mil habitantes – um fator determinante e que pode travar os próximos passos do desconfinamento nestes concelhos. O concelho onde a situação é mais grave é o de Machico, com uma incidência de 500 casos por por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias. 

Consulte aqui o boletim na íntegra,