Sociedade

40% dos novos casos de covid-19 na Figueira da Foz resultaram de dois eventos familiares

A Figueira da Foz é um dos seis concelhos que não poderá avançar para a terceira fase do desconfinamento por estar no patamar entre os 120 e os 240 casos por 100 mil habitantes. 


Cerca de 40% dos novos casos de covid-19 na Figueira da Foz resultaram de dois eventos familiares, afirmou, esta sexta-feira, o presidente da Câmara Municipal, Carlos Monteiro. A Figueira da Foz é um dos seis concelhos que não poderá avançar para a terceira fase do desconfinamento por estar no patamar entre os 120 e 240 casos por 100 mil habitantes. 

"O comportamento de alguns pode afetar todo um concelho, toda uma atividade económica, com incidência muito particular na restauração e hotelaria, que tem sido um dos setores que mais tem sofrido com este confinamento", disse à agência Lusa. Segundo o autarca, dos 82 casos ativos no concelho, 34 "infelizmente, estão focados em duas situações, uma com 21 infetados e outra com 13. Mais de um terço dos casos resultaram de dois focos em eventos familiares".

"Não desconfinamos e estes números foram muito afetados por estes 34 casos. Infelizmente, tínhamos colocado a hipótese de isso poder acontecer", observou.

"O que temos hoje de fazer é acautelar, cumprir as regras necessárias, ter os comportamentos necessários para nos colocarmos dentro da norma", disse. "O grande enfoque tem de ser no comportamento das pessoas. Estamos numa pandemia e a pandemia obriga a comportamentos de exceção, porque, fundamentalmente, este acréscimo de números prejudica e muito a economia do concelho", apelou.