Internacional

"Caipirinha do azar" feita com combustível para aviões provocou a morte de pelo menos 13 pessoas em Luanda

As vítimas têm entre 14 e 59 anos.

Pelo menos 13 pessoas morreram devido à ingestão de uma "caipirinha" adulterada, nos arredores de Luanda. A mistura tóxica contém JET A1, combustível para aviões.

De acordo com a notícia avançada pela rádio pública angolana, e confirmada pelas autoridades locais, o caso ocorreu no bairro da Caop, em Viana. A bebida, que recebeu o nome de "caipirinha do azar", é composta por "água do chefe" – uma bebida artesanal destilada, feita de açúcar e fermento -, capassarinho, um fruto com efeito alucinogénico, e combustível JET A1.

Além das vítimas mortais, outras pessoas foram encaminhadas para unidades hospitalares devido à ingestão da mistura caseira.

A vendedora da bebida já foi detida pela polícia, bem como outras três pessoas.

A bebida provocou sintomas como dor de cabeça, do corpo, enjoos, mal-estar geral, dificuldades em andar e perda de visão.