Internacional

Pablo Iglesias abandona a política após derrota nas eleições de Madrid

O líder do Podemos abandonou o cargo de vice-presidente do governo espanhol para concorrer nestas eleições, mas acabou por recolher apenas 10 lugares no parlamento regional. 

Pablo Iglesias anunciou, esta terça-feira, que vai abandonar a política após a derrota da esquerda nas eleições da Comunidade de Madrid.

O ex-vice-presidente do governo de Espanha disse, em conferência de imprensa, que os resultados da eleição “são uma tragédia”.

“Ser útil para o Unidas Podemos é a minha maior aspiração, e acho que é evidente que hoje não contribuo para somar, não sou uma figura que contribua para somar para que possamos vencer na Comunidade de Madrid e da Câmara Municipal, e quando a situação é esta, quando te transformaram em bode expiatório, quando o teu papel mobiliza o pior dos que odeiam a democracia, tu tomas decisões. Deixo todos os meus cargos, saio da política, política institucional”, disse.

“Seguirei comprometido com o meu país, mas não vou ser um obstáculo para a renovação da liderança”, sublinhou.

O líder do Podemos abandonou o cargo de vice-presidente do governo espanhol para concorrer nestas eleições, mas acabou por recolher apenas 10 lugares no parlamento regional. Já o Partido Popular (PP), de direita, liderado em Madrid por Isabel Díaz Ayuso, conseguiu alcançar 65 deputados, no entanto, deverá juntar-se ao partido de extrema-direita Vox para garantir a maioria.