Internacional

Montou esquema para receber apoios covid-19 e usou dinheiro para comprar carros de luxo

Carros foram apreendidos.


Um homem foi detido, na sexta-feira, nos Estados Unidos, por fraude fiscal. Mustafa Qadiri é acusado de usar dinheiro que recebeu do Programa de Proteção de Pagamentos, destinado a ajudar empresas em dificuldades durante a pandemia de covid-19, para comprar carros de luxo.

Segundo as autoridades, o homem, residente na Califórnia, recebeu cerca de cinco milhões de dólares, mais de 4,1 milhões de euros, após pedir empréstimos a três bancos diferentes, para ajudar quatro empresas que não estão operacionais.

Qadiri, de 38 anos, é suspeito de alterar informações acerca das empresas e de usar o nome, número de Segurança Social e assinatura de outra pessoa. Terá de responder por fraude bancária, fraude eletrónica, roubo de identidade agravado e lavagem de dinheiro.

Com os empréstimos, o homem terá comprado um Ferrari, um Lamborghini, um Bentley e aproveitou ainda para usufruir de umas férias de luxo.

De realçar que este não é o primeiro caso de fraude fiscal relacionado com os apoios devido à covid-19 nos Estados Unidos, sendo já conhecidos mais dois casos semelhantes ao de Qadiri.