Sociedade

Papa Francisco assinala 13 de Maio e recorda atentado a João Paulo II

"Amanhã [quinta-feira], lembramos, com grande veneração, Nossa Senhora de Fátima. Coloquemo-nos, com confiança, sob sua maternal proteção, especialmente quando encontramos dificuldades na nossa vida de oração", disse o sumo pontífice.


O Papa Francisco assinalou, esta quarta-feira, o aniversário da primeira aparição de Fátima e lembrou o atentado contra João Paulo II, na Praça de São Pedro em Roma, que ocorreu há 40 anos.

Na habitual audiência geral, no momento da saudação aos fiéis de língua portuguesa, Francisco evocou memória litúrgica da Virgem Santa Maria do Rosário de Fátima.

"Amanhã [quinta-feira], lembramos, com grande veneração, Nossa Senhora de Fátima. Coloquemo-nos, com confiança, sob sua maternal proteção, especialmente quando encontramos dificuldades na nossa vida de oração", afirmou o Papa, citado no site do Santuário de Fátima.

"Ele [papa João Paulo II] sublinhou com convicção que devia a sua vida à Senhora de Fátima. Este acontecimento dá-nos a consciência de que a nossa vida e a história do mundo estão nas mãos de Deus", sublinhou, apelando ainda para a oração pela paz e pelo fim da pandemia de covid-19.

Recorde-se que o Papa João Paulo II veio a Fátima, pela primeira vez, a 12 de maio de 1982, para agradecer ter sobrevivido ao atentado, exatamente um ano antes, na Praça de São Pedro, em Roma.

A bala extraída do corpo de João Paulo II foi colocada na coroa da Imagem de Nossa Senhora de Fátima em 1989.