Economia

Montepio passa de lucros a prejuízos de 15,9 milhões de euros

Banco diz que o “resultado alcançado é compatível com a estratégia implementada para o desenvolvimento do negócio e com os resultados que haviam sido previstos em orçamento”.


O Banco Montepio sofreu prejuízos de 15,9 milhões de euros no primeiro trimestre deste ano, quando no mesmo período do ano passado tinha registado lucros de 5,4 milhões, segundo um comunicado enviado, esta sexta-feira, à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

“O resultado líquido consolidado de -15,9 M€ no final de março de 2021 compara com 5,4 M€ no período homólogo do ano anterior, tendo sido determinante para a evolução registada a obtenção de menores ganhos com transações de títulos relevados na rubrica de Resultados de operações financeiras”, justifica o banco.

Por outro lado, a instituição financeira, que pertence à Associação Mutualista Montepio, sublinha que o “resultado alcançado é compatível com a estratégia implementada para o desenvolvimento do negócio e com os resultados que haviam sido previstos em orçamento”.

Segundo o comunicado, “os resultados líquidos consolidados do primeiro trimestre de 2021 evidenciam o impacto do contexto pandémico e que determinou uma redução expressiva dos níveis de atividade económica em geral e do negócio bancário em particular”

A instituição financeira informa também que no final do primeiro trimestre “tinha 3 mil milhões de euros em moratórias concedidas às famílias e empresas no âmbito da pandemia de covid-19, totalizando 37.000 contratos”.

É ainda destacado no mesmo comunicado, que o Montepio, “no âmbito da implementação do plano de ajustamento operacional, o total de colaboradores e de balcões da atividade em Portugal diminuiu, respetivamente, em 242 e em 37 face ao final de março de 2020”.

Leia o comunicado na íntegra.