Internacional

Partido de Le Pen desviou fundos europeus

A situação remonta à época em que a União Nacional era liderada pelo pai da atual líder, Jean-Marie Le Pen, mas terá tomado forma sob a presidência de Marine Le Pen, após as eleições europeias de 2014.


O partido francês União Nacional, liderado por Marine Le Pen, terá desviado 6,8 milhões de euros de fundos do Parlamento Europeu, revela hoje um inquérito policial noticiado pelo Le Journal du Dimanche.

Le Pen está acusada desde há cinco anos por uso fraudulento de recursos públicos na contratação de pessoas que na realidade trabalharam para a União Nacional. A líder da extrema-direita francesa surge acusada juntamente com outras 16 pessoas ligadas ao partido.

A situação remonta à época em que a União Nacional era liderada pelo pai da atual líder, Jean-Marie Le Pen, mas terá tomado forma sob a presidência de Marine Le Pen, após as eleições europeias de 2014, nas quais este partido de extrema-direita conquistou 24 lugares.

O semanário francês Le Journal du Dimanche refere que a gestão dos créditos atribuídos à contratação de colaboradores era “centralizada” pelo partido, que apenas deixava os seus deputados escolherem um auxiliar e se encarregava de contratar os restantes.