Sociedade

PJ detém grupo que amordaçou e amarrou idosa a cama durante assalto em Gondomar

Detidos terão ainda praticado mais três crimes de furto qualificado, dois em residências e o terceiro de uma viatura automóvel.


A Polícia Judiciária (PJ) deteve, esta terça-feira, três homens e uma mulher fortemente indiciados pela prática de vários crimes contra o património.

A autoridade revela que, no âmbito de uma investigação em curso, realizou quatro buscas domiciliárias, nas zonas de Gondomar, Penafiel e Mangualde, procedendo à detenção dos quatro suspeitos.

“Os factos iniciais ocorreram em 14 de julho de 2020, durante a madrugada, em Gondomar, quando os suspeitos, através de arrombamento, se introduziram numa residência ocupada por uma octogenária. No interior da mesma, amordaçaram e amarraram às grades da cama a única residente, apropriando-se de uma quantia em dinheiro e deixando a vítima atada e impossibilitada de se locomover pelos seus próprios meios”, informa a PJ, em comunicado, esta quarta-feira.

Nas buscas realizadas foram apreendidos walkie talkies e binóculos, que eram usados nas comunicações dos suspeitos e na observação dos alvos e locais onde praticavam os ilícitos. Foi ainda apreendida uma arma de fogo e produto estupefaciente.

Para além destes factos, os detidos terão praticado mais três crimes de furto qualificado, dois em residências e o terceiro de uma viatura automóvel.

Os suspeitos, com idades compreendidas entre os 32 e os 50 anos, um deles com antecedentes criminais por crimes similares, vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.