Vida

Salma Hayek revela que quase morreu com covid-19

Ao longo de sete semanas, Hayek esteve isolada numa divisão de sua casa e chegou a receber oxigénio.


Salma Hayek revelou que esteve infetada com o vírus SARS-CoV-2 e que “quase morreu” devido a complicações associadas à covid-19.

Em entrevista à revista 'Variety', a atriz, de 54 anos, contou que tem estado a recuperar da doença ao longo do último ano e que só agora se sente confortável para partilhar a sua experiência.

Ao longo de sete semanas, Hayek esteve isolada numa divisão da casa que partilha com o marido, François-Henri Pinault, de 58 anos, e a filha Valentina, de 13, no Reino Unido.

A atriz revelou ainda que teve de receber oxigénio e chegou mesmo a pensar que iria morrer. “O meu médico implorou para eu ir para um hospital porque eu estava muito mal. Eu disse: ‘Não, obrigada. Prefiro morrer em casa”, contou.

Apesar de já estar recuperada da doença, Salma Hayek afirma que ainda se sente muito cansada. No entanto, já regressou às filmagens do filme “House of Gucci”, que conta a história da família italiana, mais precisamente o assassinato de Maurizio, neto de Guccio Gucci, a mando da sua mulher.