Internacional

Jovem que estava desaparecida há dois anos encontrada por acaso depois de carro ser mandado parar pela polícia

Carro tinha uma luz avariada. 

Uma jovem, que estava desaparecida há quase dois anos, nos Estados Unidos, foi encontrada, acidentalmente, esta sexta-feira, no estado do Alabama.

Daphne Westbrook foi dada como desaparecida em Chattanooga, no Tennessee, em outubro de 2019, depois de uma visita a casa do pai. As autoridades acreditam que o progenitor da jovem, John Westbrook, a terá sequestrado e drogado.

Esta sexta-feira, a jovem foi encontrada na cidade de Samson, a 160 quilómetros do local onde foi dada como desaparecida. Daphne foi mandada parar pela polícia, depois de o carro que conduzia ter um farol fundido.

Os polícias só perceberam que se tratava de uma jovem desaparecida, depois de pesquisarem pelo seu nome. Daphne estava sozinha e disse que se dirigia para a praia, com o seu cão.

“Parecia estar bem. Disse que estava a ir para a praia para se divertir. Ela disse que tinha acabado de fazer 18 anos e era uma pessoa livre”, disse o chefe do departamento da polícia da cidade de Samsn, Jimmy Hill, citado pela imprensa norte-americana.

As autoridades consideraram que Daphne “não se encontrava em perigo” e deixaram-na seguir, uma vez que é maior de idade. Além disso, a jovem disse que não queria falar com os investigadores, nem com a sua mãe. Ambas tinham discutido depois de Daphne desistir da escola.

A polícia vai continuar as buscas por John Westbrook.

“Estamos gratos por a Daphne estar segura e não mais mantida em cativeiro pelo seu pai'', lê-se num comunicado divulgado na sexta-feira pelo Ministério Público do Condado de Hamilton. “É especialmente gratificante poder dizer à mãe que a Daphne está livre e já não está mais escondida”, informa.
 
“Isso não muda o nosso objetivo de encontrar e processar John Westbrook. A nossa investigação continua ativa e esperamos novos desenvolvimentos nas próximas semanas”, remata a mesma nota.

Segundo a polícia o pai da jovem é um “milionário de bitcoins” e um profissional de tecnologia, o que o ajudou a fugir das autoridades desde que desapareceu da sua casa no Tennessee com a filha, em outubro de 2019.
 
Westbrook é acusado de crimes de sequestro agravado e as autoridade esperam conseguir acusá-lo por fuga à polícia.