Internacional

Advogado da família de Caroline Crouch revela que grego pediu aos sogros dinheiro para pagar caixão

Babis recebeu 4 mil euros da família da mulher, antes de confessar o homicídio. 


Babis Anagnostopoulos, o grego que sufocou até à morte a sua mulher de 20 anos em frente da filha de 11 meses, pediu aos pais da britânica dinheiro para pagar o caixão de Caroline Crouch.

“Este homem não tem vergonha”, disse o advogado da família de Caroline Crouch ao jornal britânico The Sun, ao revelar que antes de confessar o homicídio, Babis recebeu 4 mil euros da família da mulher para cobrir todos os custos do caixão e o transporte do corpo da jovem de Atenas para Inglaterra, onde se realizou o funeral de Caroline.

Segundo a mesma fonte, a polícia grega está a investigar o trabalho de Anagnostopoulos para apurar se o piloto de helicópteros transportava drogas e dinheiro para as ilhas gregas.

A investigação sobre o assassinato de Crouch tem revelado vários pormenores acerca da vida de jovem de 20 anos e do casal antes do final trágico de Caroline.

Depois de o marido ter confessado o homicídio da jovem britânica, em vez dos supostos assaltantes que a teriam estrangulado, a polícia grega encontrou provas que comprovam que Babis maltratava a mulher durante o casamento.

A jovem britânica de 20 anos tinha um diário, onde escreveu vários momentos de violência e abuso que viveu durante os dois anos de matrimónio.  

Segundo os registos, aos quais diversos órgãos de comunicação internacionais tiveram acesso, Caroline descreveu várias situações, algumas em código, de lutas que teve com Babis, uma das quais datada em dezembro de 2019, onde a jovem foi atirada contra uma porta.