Internacional

Número de vítimas mortais sobe para 16 em desabamento parcial de prédio residencial em Miami

Os corpos foram encontrados durante a noite de terça-feira. Segundo a imprensa norte-americana, o ritmo da operação de salvamento está cada vez mais rápido.


As equipas de resgate estão a entrar no sétimo dia de buscas pelas pessoas que estão desaparecidas após o colapso de um prédio residencial em Miami, no estado norte-americano da Florida.

De acordo com os últimos dados, o número de vítimas mortais subiu para 16, tendo as autoridades encontrado mais quatro corpos debaixo dos escombros. Agora, estão 149 pessoas desaparecidas, segundo informa o jornal norte-americano Miami Herald.

Os corpos foram encontrados durante a noite de terça-feira. O chefe dos bombeiros de Miami-Dade, Raide Jadallah, informou as famílias das vítimas, esta quarta-feira, numa reunião de manhã.

Segundo o Miami Herald, o ritmo da operação de salvamento está cada vez mais rápido. As equipas de resgate, com o apoio de engenheiros, construíram uma rampa durante a noite de terça-feira para que as gruas, retroescavadoras e outro equipamento pesado fossem levados para mais perto de zonas desmoronadas.

Responsável das Finanças e marechal dos bombeiros no estado da Florida, Jimmy Patronis, disse que o equipamento pesado vai ajudar bastante as equipas de resgate, que têm estado a trabalhar em turnos de 12 horas. "Ninguém vai parar", afirmou Patronis ao canal televisivo WSVN.  

Amanhã o Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, e a primeira-dama, Jill Biden, vão visitar os escombros do Champlain Towers South.

Desde sexta-feira, que o estado da Florida está sob uma declaração de estado de emergência, aprovada por Joe Biden, devido ao colapso parcial do prédio.

As equipas de resgate ainda não retiram ninguém com vida debaixo dos escombros.

Segundo a Reuters, alguns especialistas acreditam que a queda do prédio poderá ter acontecido devido a problemas estruturais, identificados num relatório de engenharia realizado em 2008.

A ala nordeste do edifício Champlain Towers South, inaugurado em 1981, de 12 andares com um total de 136 apartamentos, colapsou na madrugada da passada quinta-feira, pelas 02h (às 07h em Lisboa), enquanto os seus habitantes estavam presentes no mesmo.